contato@gacc-rc.org.br

(19) 3534-5612

Cuidados

MEDICAMENTOS:
  • Esclareça durante as consultas ambulatoriais a forma correta de administrar os remédios.
  • Dê os medicamentos para a criança nas doses e horários corretos.
  • Não dê à criança medicamentos sem o conhecimento do médico. Mesmo remédios “naturais”
VACINAS:

A maioria das vacinas é contraindicada durante o tratamento de quimioterapia, mesmo as de campanha e as que são dadas pela boca. Por isso, a criança não deve ser vacinada sem o conhecimento e consentimento do médico responsável.

HIGIENE CORPORAL:

Cuidados importantes:

  • Usar sabonete sem perfume.
  • Fazer uso de creme hidratante sem perfume após o banho. O médico poderá orientar o melhor creme para a criança.
  • Lavar a região ao redor do ânus com água morna e sabão antisséptico.
  • Usar papel higiênico macio, sem esfregar.
  • Lavar e secar as mãos, principalmente antes e após as refeições e antes e após ir ao banheiro.
  • Manter as unhas curtas e limpas.
  • Utilizar protetor solar sempre que exposto ao sol.
  • Manter os brinquedos, roupas e objetos pessoais da criança limpos.
ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO:

A criança com câncer precisa ser acompanhada pelo dentista desde o início do tratamento. O dentista deve manter contato com o médico para decidirem o melhor tratamento para cada criança. A criança que está usando aparelho dentário deve retirá-lo no início do tratamento para evitar complicações como sangramentos e infecções.

HIGIENE BUCAL:

Escovar os dentes após as refeições e fazer uso do fio dental. A higiene não deve ser somente dos dentes, mas também da língua e da parte interna das bochechas. Deve-se usar escova de dente extramacia e pasta de dente não irritante
(Fonte: UFMG, 2019)

ALIMENTAÇÃO:

Opte por frutas como laranja, ameixa, figo e pera. Evite os alimentos crus, mas se não tiver outra opção, ferva, refogue e coloque na geladeira. Servir gelado ajuda na ingestão para crianças que têm náusea, mas cuidado com a higienização de frutas e legumes. Mergulhe-os numa vasilha com um litro de água potável e uma colher de sopa de água sanitária, ou duas colheres de vinagre, por 15 a 20 minutos

Líquidos: frequentemente dê à criança água, que se não for mineral ou filtrada, você deve ferver antes. Ofereça, também, água de coco e suco. Para uma boa hidratação, o ideal é ela beber de um litro e meio a dois, por dia. Outra dica é fazer “geladinhos” dos sucos preferidos da criança.(Fonte ASCCI, 2019)

Evitar que os alimentos sejam preparados por pessoas que estejam com gripe, resfriado, diarreia, ou com machucados ou cortes nos dedos ou mãos, pois elas podem contaminar os alimentos.

Separar os utensílios de outras pessoas doentes que morem na mesma casa.

Os alimentos devem ser consumidos logo após o preparo, evitando-se guardar restos de alimentos na geladeira ou em outros locais.

ATIVIDADES DO DIA A DIA:

A criança com câncer não precisa ficar “trancada“ em casa e todos devem contribuir para que ela tenha um ambiente o mais agradável possível, respeitando algumas restrições que são impostas pelo tratamento. As restrições dependem da fase do tratamento e da imunidade da criança. É necessário evitar contato com doenças infecciosas e que a criança se machuque, pelo risco de sangramentos graves.

  • Evitar excesso de visitas.
  • Evitar locais com elevado número de pessoas.
  • Evitar contato com animais e plantas.
  • Evitar contato com pessoas que estejam com doenças contagiosas
  • Não tomar banho em piscina, açudes, lagoas e praias.
  • Atividades esportivas em grupo estão contraindicadas.
  • A escola deve ser evitada nas fases iniciais do tratamento e naquelas em que a imunidade está comprometida, mas isso não impede que a criança faça as atividades escolares em casa com a ajuda dos pais, amigos ou professores designados pela escola, um direito da criança. Assim que possível, ela deve ser estimulada a retornar à escola.
    (Fonte: UFMG, 2019)
Psicologia